Páginas


Para acessar os Blogs do Castelinho clique aqui!

domingo, 1 de julho de 2012

CERTEZAS PROVISÓRIAS e DÚVIDAS TEMPORÁRIAS

"Luana Leipnitz"
Certezas :
- Adoram a Deus como um só e que deve ser amado acima de tudo;
- O nome do deus candoblé é OROLUN;
- É uma religião afro- americana;
Dúvidas:
- Quem criou o candoblé?
- Tem regras como se vestir?
- Como são suas rezas?
Grupo: Cauami, Gabriela, Marien, Thiele e Viviane.


Turma: 301
UMBANDA
Certezas
Dúvidas
·         É uma religião africana;
·         É uma religião respeitável, porém tão distintas quanto o protestantismo e catolicismo;
·         O líder é a mãe ou pai de santo;
·         Acreditam em um só Deus, Olorum, que é o criados de tudo e de todos;
· Trabalham com espíritos como cablocos, preto-velho e cigano?
· É permitida a incorporação de qualquer tipo de entidade?
CANDOBLÉ

Certezas
Dúvidas
· Acredita em um só Deus, Olodumare, e em deuses que ficam abaixo dele, os Orixás;
· É uma religião respeitável, porém, tão distintas quanto o protestantismo e catolicismo;
· É permitido que se sacrifiquem animais para fazer comida que será servida nos rituais;
· Acreditam no Diabo?

Nomes: Andreza, Bárbara,Camile e Joice.
Nº: 01,04,07,21
Turma: 302

Candomblé e Umbanda

CERTEZAS:

- Eles usam vestes de cores brancas nos rituais.
- É uma religião afro-brasileira.
- Essa religião tem por base a alma da natureza.
- Foi desenvolvida no Brasil a partir dos africanos que foram escravizados.

DUVIDAS:

- Qual a diferença entre Candomblé e Umbanda?
- Por que não pode ser considerado como macumba já que os rituais são os mesmos?
- De onde surgiu essa união entre Candomblé e Umbanda?
- Em qual época essas religiões foram criadas?

Turma: 302
Alunos: Andriele(02), Bruna(06), Candida(08) e Fatima(15)
Lider do grupo: Andriele C. Bergmann
Confucionismo e Tauísmo

Taoísmo
Certezas
Duvidas
Religião Oriental
O que é
Se preocupa com a vida
Numero de Seguidores
Lao-Tsé (o grande e velho mestre)
Qual o Simbulo usado

Seus valores
Confucionismo
Certezas
Duvidas
Criado por Confúcio
Quantos seguidores
Foi fundado na China em uma época de muita violência
O que significa o símbolo da religião
É uma filosofia de vida


TURMA: 302
GRUPO: GUILHERME; JOÃO PEDRO; PIERRE; WILLIAM
NOVAS RELIGIÕES
CERTEZAS
DÚVIDAS
*Número de fiéis, muito inferior ás grandes religiões;
*Concentração maior de novas religiões na África e Japão;
*Extimativas apontam 100 (cem)mil novas religiões nos últimos 10(dez) anos;
*Frequente aparição e “morte” de novas instituições;
*Modelos variados de aplicação, conforme costumes/culturas dos povos;
*Quando começou;
*Local que se iniciou;
*Quem iniciou;
*Principal motivo pela “implantação” de novas religiões;
*Atual situação;
*Pioneiros;
*Ritos e movimentos;
*Como sobrevivem;


Turma: 304
Grupo: 01
Nomes: Amanda Schena, Bruna Bussmann, Patricia Duarte, Gleicsan.

CERTEZAS:
* Basea-se na Biblia
* Acresita-se que Cristo é o Salvador
* Nasceu atraves de Lutero
* Não acredita em Reencarnação
* Não acredita em Santos e Imagens
* Acredita-se somente em um Deus


Turma: 304      Grupo: Espiritismo    Prof.: Jani

CERTEZAS
- São baseados  em regras e preceitos ditos pelos espíritos em 7 livros.
- São exemplos de solidariedade.
- Enquanto não cumprirem a ''missão'', eles continuam vagando na terra. 
- Crêem em reencarnação

DÚVIDAS
- Quem fundou a religião?
- Qual a origem da religião ?
- O que o espiritismo visa?
- Quem foi Alan Cardeck e Chico Xavier? 
- O espírito pode ficar vagando sobre a terra ?
- O espiritismo possui algum livro?
- Qual a história do espiritismo?
- O que é espiritismo?

TURMA :304
GRUPO: Andreza, Jeniffer, Morgana
ATEÍSMO

CERTEZAS:
• Não acreditam em Deus;
• Não se casam;
• Não batizam seus filhos.

DÚVIDAS:
• Por que as pessoas se tornam ateus?
• Ateísmo é religião ?
• Por que a palavra ateu?
• Os ateus são bem aceitos na sociedade?
• O ateu tem alguma fé?


Grupo: Stefanie, Josiane, Marcus e Felipe
Turma: 305
Assunto: NOVAS RELIGIÕES

Certezas:
Por não sabermos quais são as novas religiões, não apresentamos nenhuma certeza.

Dúvidas:
- Quais são as consideradas novas religiões?
- Quem foi o fundador delas?
- Quais são os rituais?
- O que elas defendem?
- Quem são os considerados "deuses", ou a "força maior"?
- Quem seria o líder espiritual?

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Islamismo


INTRODUCÃO

          Porque existem religiões diferentes? Porque os homens não são todos iguais e,frente ao Mistério, os diferentes grupos humanos organizam sua experiência decontato e de maneiras próprias e diversas. Podemos, então, afirmar que em todasas religiões, há verdades religiosas que realmente ligam o homem a Deus,servindo como fundamento à aventura humana- o seu viver. Por isso, gostaria decompartilhar, com cada um de vocês, um pouco da cultura do povo muçulmano e desuas características próprias.

           LEITURA E COMPREENSÃO

OIslã é uma religião monoteísta que surgiu na Península Arábica no século VII,baseada nos ensinamentos religiosos do Profeta Maomé (Muhammad) e numaescritura sagrada, o Alcorão  OsMuçulmanos acreditam que Maomé recebeu os ensinamentos de Alá, por intermédiodo anjo Gabriel. A palavra Alcorão que dizer leitura por excelência ourecitação. Não sabemos quanto tempo levou para ser escrito e não é somentedirecionado ao povo árabe, mas a toda humanidade. A religião também é conhecidapor Islamismo.Na visão muçulmana, o Islã surgiu desde a criação do homem, ou seja, desde Adão,sendo este o primeiro profeta dentre inúmeros outros, para diversos povos,sendo que o último foi Maomé

           Amensagem do Islamismo caracteriza-se pela sua simplicidade:
Cinco Pilares-1-o credo; 2- a oração- rezar cinco vezes ao dia, virado para Meca; 3- acaridade, fixada em 2,5% a taxa de contribuição sobre a riqueza, dada aoEstado; 4- fazer jejum anual no mês de Ramadã- não comer carne de porco, nãobeber álcool...; 5- peregrinação a Meca, pelo menos uma vez na vida.
           EmMeca encontra-se a pedra preta- CAABA,que segundo a tradição, fora trazida por adão, quando da expulsão do paraíso eque passou de pai para filho. O muçulmano, em seus rituais dá sete voltas aoseu redor. Hoje, sabe-se  que é ummeteorito.
           OIslamismo é visto pelos seus aderentes como um modo de vida que incluiinstruções que se relacionam com todos os aspectos da atividade humana, sejaela política, sociais, financeiras, legais, militares, familiares ouinterpessoais. A distinção ocidental entre o espiritual e temporal é, emteoria, alheia ao Islamismo.
Crenças:O Islãensina seis crenças principais:
- A crença em Alá, único Deusexistente;
- A crença nos Anjos, seres criados porAlá;
- A crença no dia do julgamento final,no qual as ações de cada pessoa serão avaliadas;
- A crença na predestinação: Alá tudosabe e possui o poder de decidir sobre o que acontece a cada pessoa;
- A crença nos Livros sagrados- OAlcorão é o derradeiro e mais completo livro sagrado, nele contém osensinamentos revelados por Alá ao Profeta Maomé.               
- A crença em vários profetas, os quaisMaomé é o último;
                  
Dentro dos preceitos sociais, oIslamismo, Islã, desaconselha o uso bebidas alcoólicas e jogo de azar. Poisnessas situações há pecado e benefícios. Os primeiros são maiores, por isso suaproibição, por ser obra de satanás.
           Emsua origem, o Islamismo fez um grande resgate ao papel social da mulher,passando a ser reconhecida como ser de direito à educação, escolaridade.Introduziu-se, como regra, a monogamia, mas a poligamia é tolerada, sendo quepara isso ocorrer as mulheres não podem ser maltratadas ou ter tratamentodiferenciado por parte do esposo. O divórcio não é aconselhado, mas não se écontra o mesmo.
           Asguerras devem ser práticas de conquistas e só se justificam, quando a religiãoou o país estiverem ameaçados. Pois o Islã não deve ser imposto, mas também nãopode se subjugado por outros povos.

ORAÇÃO ISLAMICA

           ÓDeus, não há outro Deus vivo, que permanece sempre, que não descansa e nemdorme. A Ele pertence tudo aquilo que há no céu e na terra. Quem, se a Suapermissão pode interceder? Ele sabe o que houve antes e o que haverá depois,ainda que nada conheçamos do Seu conhecer, mais do que Ele permite que saibamos.Seu trono se ergue sobre o céu e sobre a terra e sustenta ambos.  Ele é o Alto, Ele é o Grande...


TAREFAS:

           Alunos:Leiam o texto, pesquisar mais na internet e, depois disso, formar grupos para umaapresentação virtual. O trabalho está exposto e, de acordo com cada item,valerá o número da chamada do aluno de cada turma, para a formação dos grupos.Ex: O nº 1 da chamada fará FESTIVIDADES E COSTUMES, deverá formar seu grupo. Onº 2 da chamada fará o trabalho seguinte e formará seu grupo.  São sete atividades, portanto, não serãonecessários grupos muito grandes, nem tampouco duplas. Somente peço que sejaobservada a sequencia da chamada- caso não há mais aluno com o nº, a turmadeverá passar automaticamente para o seguinte; ATENÇÃO, os alunos de 1 a 7 nãopoderão participar do mesmo grupo de trabalho.
PS: Tirem dúvidas, estou à disposição.As apresentações deverão ser postadas no Blog de Ensino Religioso, assistidas eavaliadas no Laboratório de Informática, a partir do dia dois de dezembro. No turno inverso ou à noite oLaboratório poderá ser usado.

ATIVIDADES:
1-  Festividades e costumes;
2-  Cinco pilares;
3-  Livro e lugares Sagrado;
4-  O Islamismo no mundo contemporâneo eseu radicalismo;
5-  A mulher muçulmana: Vestes (o que éobrigatório e opcional e como são tratadas)
6-  A fé e as tradições;
7-  O casamento e o enterro no Islã.

IMAGENS

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Valorização da Vida - O Grito Silencioso

As turmas dos primeiros anos do Ensino Médio diurno, manhã e tarde,  assistiram, nos dias 29 e 30 de agosto, dentro do projeto de Valorização da Vida, realizado anualmente com as turmas, o documentário chamado "O Grito Silencioso", produzido por Dr. Bernard Nathanson, o famoso médico americano, anteriormente conhecido por "o Rei do Aborto".

O incrível testemunho do Dr. Bernard Nathanson
O Dr. Bernard Nathanson, americano, chegou a ser considerado “o Rei do Aborto”. Praticou cinco mil abortamentos numa clínica que realizava 130 operações desse tipo por dia. Aos poucos foi concebendo o horror de suas práticas. De judeu ateu que era tornou-se católico, e foi batizado pelo Cardeal O’Connor, arcebispo de Nova Iorque, em 09/12/96. É fascinante a sua história.
Ele mesmo escreveu: “Ninguém tem mais experiência de abortamentos do que eu”. Fundou em 1969 a Liga Nacional do Direito ao Aborto (NADAL), para fazer propaganda em favor da legalização oficial da interrupção da gravidez. Por meio da propaganda nos meios de comunicação social procurava influenciar a opinião pública. (Fonte: Epocaestado Brasil)

Clique aqui acesse  e assista você também o documentário. Não é aconselhável a pessoas sensíveis, uma vez que é um excelente documentário pró-vida (ou seja, mostra exatamente a realidade que vive um bebé ao ser abortado).

Diga sim à vida!
Somos a favor da vida!

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Atividade sobre o Judaísmo

Às turmas 207 e 201 foi solicitado a leitura do texto sobre o Judaísmo abaixo, cópia em folha avulsa do que lhes parecer intrigante ou relevante e posterior pesquisa destes  assuntos .

O trabalho deverá ser entregue nas próxima aula, 18 de agosto próximo.

-------------------------------------------------------------------------------------------

Judeus têm religião monoteísta mais antiga de todasJudaísmo 1

O judaísmo é a mais antiga das religiões monoteístas do mundo e a que tem o menor número de fiéis. Ao todo são cerca de 12 a 15 milhões de seguidores. Segundo analistas, se não houvesse o Holocausto – matança em massa de judeus, ocorrida entre as décadas de 30 e 40 no século 20 --, o número de judeus seria de 25 a 35 milhões em todo o mundo. E muitos deles viveriam na Europa. Atualmente, a maioria dos judeus vive em Israel e nos Estados Unidos. Na Europa, a maior comunidade judaica encontra-se na França.

Origens
O começo do judaísmo como uma religião estruturada acontece com a transformação dos judeus em um povo influente através de reis como Saul, Davi e Salomão, que construiu o primeiro templo em Jerusalém. Mas em cerca de 920 a.C, o reino de Israel se dissolve, e os judeus começam a se dividir em grupos. Essa foi a época chamada de Era dos Profetas. Em cerca de 600 a.C. o templo é destruído e a liderança israelita assassinada. Vários judeus foram enviados para a Babilônia. Apesar de alguns serem autorizados a retornar a casa, muitos permanecem no exílio formando aí a primeira Diáspora, que significa “viver afastado de Israel”.
Judaísmo 2 Os pilares da fé
Segundo os judeus, existe um Deus, todo-poderoso que criou o universo e tudo o que nele há. Os judeus acreditam que Deus tenha uma relação com o seu povo, consolidada no pacto que fez com Moisés no Monte Sinai, 3.500 anos atrás. O local de culto dos judeus é a sinagoga. O líder religioso de uma comunidade judaica é chamado de rabino. Ao contrário de líderes de outros credos religiosos, o rabino não é sacerdote e não tem status de religioso especial. O dia da semana sagrado para os judeus é o sábado, ou sabat, que começa com o pôr do sol na sexta-feira e termina com o pôr do sol no sábado. Durante esse dia, judeus ortodoxos tradicionais não fazem nada que possa ser considerado trabalho. Entre as atividades proibidas estão

Judeus e fé
Os judeus acreditam que os seres humanos foram feitos à semelhança de Deus. Obedecer a “lei” é fazer a vontade de Deus e demonstrar respeito e amor por Deus. É por isso que judeus religiosos seguem certas práticas espirituais sem precisar de razões extra-religiosas para obedecer às regras. Um exemplo para isso seria a obediência às leis gastronômicas do costume judaico. Todos os judeus têm uma forte ligação com Israel, que seria a terra prometida por Deus a Abraão, e à cidade considerada sagrada de Jerusalém.

Livros sagrados
A Torá, ou a Bíblia hebraica que é chamada pelos cristãos de Velho Testamento, reúne especialmente os cinco primeiros livros da Bíblia é atribuída a Moisés, o chamado Pentateuco. Pelo menos uma cópia da Torá, em hebraico, é guardada em cada sinagoga em forma de pergaminho.
O Talmud, um compêndio da lei e comentários sobre a Torá aplicando a situações contemporâneas e circunstâncias variadas.
O símbolo do judaísmo é o magen chamado de estrela de Davi. Muitas pessoas se consideram judias sem tomar parte em nenhuma das práticas religiosas ou até mesmo sem aceitar os fundamentos do judaísmo, mas somente pelo fato de se identificarem com o povo judeu e por seguirem os costumes gerais de um estilo de vida judaico.

Deus e o Messias
Os judeus acreditam na existência de somente um Deus que criou o universo e continua responsável pela sua manutenção. Segundo o judaísmo, Deus sempre existiu e sempre vai existir. Ele não pode ser visto ou tocado. Entretanto, Deus pode ser conhecido através do louvor e se pode chegar mais perto de Deus através de estudos e a prática da fé.
Os judeus acreditam que “o Messias”, que é uma pessoa especialmente ungida por Deus, (o que significa particularmente enviada) um dia virá ao mundo. A chegada do Messias vai trazer consigo uma era de paz.

Definição de Deus
Para o judaísmo, Deus existe e é somente um. Ele não pode ser Judaísmo 3dividido em diferentes pessoas, como se crê no cristianísmo. Entre os outros princípios dos judeus em relação a Deus, estão:
- Judeus devem adorar somente um Deus e não outros deuses.
- Deus é transcendental, está acima de qualquer coisa.
- Deus não tem um corpo, ou seja, não é masculino, nem feminino.
- Ele criou o universo sem ajuda.
- Deus é onipresente e onipotente.
- Deus é atemporal. Sempre existiu e sempre vai existir.
- Deus é justo, mas também é misericordioso.
- Ele é um Deus pessoal e acessível. Deus se interessa por cada um individualmente, ouve a todos individualmente e fala com as pessoas das mais diferentes formas.

Família
O judaísmo é uma religião da família. Os judeus se consideram parte de uma comunidade global com laços estreitos com outros judeus. Grande parte da fé judaica é baseada nos ensinamentos recebidos no lar e nas atividades em família. A cerimônia de circuncisão, por exemplo, acontece no oitavo dia de vida de um bebê do sexo masculino, seguindo assim as instruções que Deus deu a Abraão, quatro mil anos atrás. Outro exemplo é a refeição do sabat celebrada em família.

Tradições
Há diversas tradições e doutrinas dentro do judaísmo, criadas e desenvolvidas conforme o tempo e os eventos históricos sobre a comunidade judaica, os quais são seguidos em maior ou em menor grau pelas diversas ramificações judaicas conforme sua interpretação do judaísmo. Entre as mais conhecidas encontra-se o uso de objetos religiosos como o quipá, costumes alimentares e culturais como cashrut, brit milá e peiot ou o uso do hebraico como língua litúrgica.
Quipá – Kipá - cúpula ou arco– homens usam – também chamado de solidéu
Cashrut - leis alimentares do judaísmo
Brit Milá - circuncisão dos meninos no oitavo dia do nascimento
Peiot - cachos dos cabelos dos judeus ortodoxos.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Budismo


clip_image002
Buda
Eu me refugio em Buda. Eu me refugio na lei. Eu me refugio na comunidade”. É o mantra (fórmula sagrada) mais importante do Budismo. São os votos que o aspirante fez ao ingressar na comunidade... Buda, Darma e Sanga - São as três jóias do Budismo.
BUDA – Nasceu pelo ano 560 – 480 a.C. Aos 19 anos Sidarta (Buda) casou-se com Yasodara e tiveram um filho, Rahula. A vida palaciana não lhe proporcionou a felicidade que Sidarta almejava. Não aceitava as explicações que o hinduísmo ensinava, ficou então em jejum e recebeu quatro visões: um velho, um doente, um cadáver e um monge, que o fizeram refletir sobre a verdadeira natureza da existência humana. Aos 29 anos, Sidarta deixou a família e o palácio em busca da verdade e da paz. Aos 35 anos começou a chamar-se Buda. Durante 45 anos ensinou sua doutrina a todos quantos o podiam entender e queriam acompanhá-lo. Aos 80 anos, intoxicado por um prato de comida oferecida por um ferreiro, Buda faleceu. Seu corpo foi cremado e as cinzas recolhidas em oito urnas e colocadas nos santuários para serem veneradas pelos seus seguidores.
DHARMA – Dharma significa lei. Buda não deixou nada escrito, seus ensinamentos eram orais. Logo após a sua morte, seus discípulos reuniram as várias tradições existentes e compilaram um livro TRIPITYAKA, os três cestos.
                           
QUATRO VERDADES DO BUDISMO:
- A primeira verdade é apenas a constatação de um fato: - a vida humana é uma existência marcada pelo sofrimento;
- A segunda verdade fala sobre a causa do sofrimento: - o sofrimento é causado pelo desejo centrado no eu;
- A terceira é uma afirmação sobre a cessação da dor: - o ser humano pode libertar-se da dor;
- A quarta verdade mostra o caminho da libertação: - o caminho que liberta os homens da dor é o caminho de oito etapas, cujo ponto culminante é o NIRVANA. Nada, desapego total.
                           
As oito etapas são:
         -        conhecimento da verdade;
         -        intenção de resistir ao mal;
         -        não ofender aos outros;
         -        respeitar a vida;
         -        exercer um trabalho que não fira aos outros;
         -        lutar para libertar a mente do mal;
         -        controlar os sentimentos e os pensamentos;
         -        praticar as formas adequadas de concentração.
NIRVANA é o objetivo de todo budista. Estado de vazio interior, de espiritualidade pura, de felicidade absoluta.
PARINIRUANA é o termo usado para designar este estágio após a morte.
SANGA – No início, os discípulos de Buda eram itinerantes. Depois Buda reuniu-os em grupos chamados SANGHA. Os monges viviam de acordo com a lei monástica PATIMOKSA. Homens e mulheres acima de 15 anos, desde que não sejam portadores de doenças graves e contagiosas, tendo um comportamento legal e o desejo de viver em grupos, podem ingressar na comunidade, mediante uma cerimônia muito simples; raspar o cabelo, vestir-se de roupa amarela e fazer os três votos.
                           
A comunidade budista tem a seguinte divisão: SAMANER – os noviços; BIKSU- Monge verdadeiro; THERA- Ancião; MAHATHER- grande Ancião. Os monges vivem de esmolas e doações. Visando aos leigos que queiram viver segundo seus ensinamentos e que não podiam entrar na comunidade, Buda criou uma Fraternidade dos Leigos e Devotos- UPASAKAS.
                           
CARMA – Budismo aceita do Hinduísmo a teoria de reencarnação. As condições que cada um entra na existência são determinadas pelas existências anteriores. Mas Budismo que prega a impermanência das coisas e do eu teve que apelar para a teoria de ANATTA para explicar a reencarnação. Segundo esta teoria, o que se chama de “eu” é uma aglomeração de vários elementos que se desintegram com a morte. Mas o carma que sobrevive faz reuni-los num novo eu, capaz de cumpri-lo na existência presente.
                           
ESCOLAS BUDISTAS: TERAVA E MAHAYANA
                           
TERAVADA significa o caminho dos mais velhos. Representa a linha conservadora do Budismo que procura permanecer fiel às doutrinas originais. O estado mais alto que um budista pode atingir é o “ARHAT” ou perfeito. Esta escola aceita o cânone Pali da TRIPITAKA. Às vezes esta escola é chamada de ou pequeno veículo que não é aceito, pelos seguidores da escola. Atualmente o TERAVADA é a corrente dominante na Birmânia, Camboja, Laos, Siri Lanka e Tailândia.
                           
MAHAYANA ou Grande Veículo representa o grupo progressista do Budismo. Acreditam na existência de vários Budas e na natureza búdica de cada um. Cada discípulo é um Buda potencial. Esta escola cultiva o ideal BODISATIVA, alguém que adia sua entrada no NIRVANA para poder trabalhar, para aliviar o sofrimento humano, através da prática da caridade e compaixão. O cânone transcrito da TRIPITAKA é aceito por esta escola alem do TRIPITAKA, os livros dos fundadores das diversas seitas também são consideradas como sagrados.
                           
CARACTERÍSTICAS:
A felicidade no Budismo é não existir:
- primeira – subdivisão da era cósmica;
- segunda – crença no SANSARA, céu corrente perpétua é cíclica- transmigração dos carmas nos três reinos, animal, vegetal e mineral.
GURU – o mestre.
O ideal é se tornar mestre ou eremita.

                                          FLOR DE LOTUS


clip_image007
clip_image005

clip_image003